Possivelmente estará a pensar que COOPETIÇÃO não é coisa que tenha sequer razão de existir. Compreendo perfeitamente, mas foi precisamente por isso que achei que era necessário escrever sobre este tema.

Estarão as empresas portuguesas preparadas para uma nova realidade?

Será que faz sentido continuarmos a competir e a destruir valor nas nossas empresas, a procurar contratar recursos fora de portas, muitas vezes aos concorrentes diretos, para fazermos todos a mesma coisa com menos qualidade e experiência?

Não estará na hora de assumirmos uma postura diferente na vida empresarial?

Não estará mais do que na hora de pensarmos em Coopetir em vez de insistirmos no modelo tradicional e desgastante de competição cega e desmedida entre concorrentes?

Por Coopetição entende-se a cooperação entre empresas do mesmo sector com vista a alcançarem um mesmo objetivo, sem que para isso tenham de deixar de concorrer entre si. Aproveita-se o que há de melhor em cada uma, criando algo em conjunto.

Parece simples. Não é? É muito mais complicado do que parece porque a nossa maneira de pensar está desalinhada com o conceito.
É preciso ver oportunidade em vez de adversidade. A quantidade de possibilidades que se podem abrir é verdadeiramente inquantificável.
Acredito que a realidade em que hoje vivemos vai levar-nos à exaustão e à alienação do que é verdadeiramente importante. A vida. Continuará a fazer sentido que andemos constantemente a competir com os nossos concorrentes, quando poderíamos estar a partilhar a experiência e a competência do que melhor fazemos, e as dificuldades que sentimos, bem como as aprendizagens que daí resultaram?
É assim tão estranho que se pense em colaborar para chegar ainda mais longe, quem sabe a desafios onde nunca chegaríamos sozinhos?
Victor Hugo escreveu certa vez que “nada é mais poderoso que uma ideia que chega no tempo certo”.
Veremos. Veremos se temos a coragem necessária para o desafio que temos pela frente.

João Mira Santiago
CEO da Bizdirect

arrow_upward
Gestão de Cookies
Abaixo apresentamos os grupos de cookies recolhidas, que deverá selecionar de acordo com as suas preferências. A qualquer momento poderá alterar ou retirar as suas permissões de cookies.

Usados para armazenar cada configuração de sessão, nomeadamente, as suas preferências de idioma.

Usados para medir o desempenho da velocidade do site e para recolher informações relacionadas com quais páginas do site têm mais ou menos visualizações de forma a ajudar a melhorar o conteúdo para todos os utilizadores do site em geral.

Usados para recolher informações sobre qual campanha dirigiu o utilizador ao site e qual conteúdo é de maior interesse para cada utilizador. 

Saiba mais sobre a Bizdirect e a forma como tratamos os seus dados, consultando a nossa Política de Privacidade.