Como podem as empresas reduzir custos, diminuir a sua pegada ecológica e fortalecer as relações pessoais entre os colaboradores? A resposta pode estar na forma como os seus trabalhadores se deslocam para as tarefas do dia-a-dia. Porque não fazê-las à boleia?

A partilha de boleias dentro das organizações não é de hoje, mas nem sempre é um processo de fácil implementação. Atenta a isso, a tecnológica Bizdirect desenvolveu uma aplicação para ajudar as empresas e os colaboradores a concretizarem essa intenção: a CarPooling.

Como podem as empresas reduzir custos, diminuir a sua pegada ecológica e fortalecer as relações pessoais entre os colaboradores? A resposta pode estar na forma como os seus trabalhadores se deslocam para as tarefas do dia-a-dia. Porque não fazê-las à boleia? A partilha de boleias dentro das organizações não é de hoje, mas nem sempre é um processo de fácil implementação. Atenta a isso, a tecnológica Bizdirect desenvolveu uma aplicação para ajudar as empresas e os colaboradores a concretizarem essa intenção: a CarPooling.

 

O processo começa com a criação de uma boleia, para determinado local e em certa data, por um utilizador. A boleia criada é, então, anunciada aos restantes utilizadores, que podem aderir à viagem, caso esta corresponda às suas necessidades. A aplicação dispõe da função de pesquisa, permitindo a adesão ou abandono da boleia, assim como o cancelamento da viagem. Sempre que uma boleia for cancelada, a aplicação garante que todos os utilizadores são notificados previamente. De forma a manter a comunidade de utilizadores envolvida e activa, a CarPooling apresenta um dashboard com rankings, no qual são identificados os top 5 criadores de boleias, participantes de boleias, o destino mais procurado e a quantidade de emissões de CO2 evitadas por semana, mês e ano.

“Esta é uma forma de mobilidade ecológica, económica e social, que permite a partilha não só de carro mas de experiências”, explica Pedro Silva, SharePoint Solutions Manager da Bizdirect. Para o responsável, a partilha de boleias permite que os utilizadores poupem tempo e dinheiro, aumentando o sentido de comunidade e pertença dentro da organização. Mas há mais vantagens, como a maximização da utilização do parque automóvel, a redução do stress corporativo, a diminuição da pegada ecológica, a redução da sinistralidade e uma diminuição significativa das deslocações urbanas que se realizam em veículos privados com apenas um ocupante, argumenta.

O modelo de partilha de boleias não é uma novidade no mundo empresarial, por isso o que a aplicação da Bizdirect pretende é “torná-lo operacional e tecnologicamente acessível a todos os colaboradores da organização”, não tendo de ser o único adoptado pela empresa, acrescenta Pedro Silva. “Este modelo pode existir em paralelo com outros em vigor nas organizações, a sua simplicidade visa dar às empresas mais uma opção de mobilidade que fomente uma mentalidade de redução de custos, gastos e amiga do ambiente”, reforça.

Não obstante todas as vantagens que a partilha pode trazer para as empresas, levar os colaboradores a aderirem ao modelo parece ser a única barreira para a Bizdirect. “Pode existir um certo desconforto em partilhar hábitos e horários”, reconhece o responsável, mas esse é um problema que “poderá ser facilmente ultrapassável com a ajuda da gestão de topo, através da valorização e reconhecimento dado aos colaboradores mais participativos”, admite.

Cada vez mais as empresas estão atentas a soluções de mobilidade e procuram modelos menos dispendiosos, eficientes, amigos do ambiente e cómodos para os seus trabalhadores. Em termos de mercado, este é um sector com um elevado potencial de crescimento, em particular para as grandes empresas, ainda assim, a Bizdirect lembra que “tudo deve ser aplicado ao tamanho da empresa, com o objectivo de retirar o máximo de benefício deste tipo de soluções”.

Enquanto tecnológica, a Bizdirect vê na área da mobilidade uma oportunidade, mas também um desafio. A empresa quer continuar a desenvolver soluções para o sector e mostra-se atenta às inovações que estão a acontecer no estrangeiro: “podemos vir a beneficiar de algumas das vantagens já existentes noutros países, prendem-se com a implementação de faixas de tráfego exclusivo ou portagens mais económicas para automóveis que circulem com mais de dois passageiros. Apostar na mobilidade é apostar num futuro melhor para as empresas, colaboradores e sociedade no seu todo”, afirma Pedro Silva.

arrow_upward
Gestão de Cookies
Abaixo apresentamos os grupos de cookies recolhidas, que deverá selecionar de acordo com as suas preferências. A qualquer momento poderá alterar ou retirar as suas permissões de cookies.

Usados para armazenar cada configuração de sessão, nomeadamente, as suas preferências de idioma.

Usados para medir o desempenho da velocidade do site e para recolher informações relacionadas com quais páginas do site têm mais ou menos visualizações de forma a ajudar a melhorar o conteúdo para todos os utilizadores do site em geral.

Usados para recolher informações sobre qual campanha dirigiu o utilizador ao site e qual conteúdo é de maior interesse para cada utilizador. 

Saiba mais sobre a Bizdirect e a forma como tratamos os seus dados, consultando a nossa Política de Privacidade.